Auxílio emergencial permanente em 2021? Conheça a proposta


O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, anunciou uma proposta de criação de um auxílio emergencial permanente para a população sem renda do país. O objetivo do benefício é oferecer a esse público um benefício com valor mais alto do que o Bolsa Família.

O deputado afirmou que a ajuda seria paga sem as limitações existentes no maior programa de transferência de renda do país, que atualmente distribui somente R$ 190 ao trabalhador informal.

Liberação do auxílio emergencial

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial que torna possível uma nova rodada do auxílio emergencial foi aprovada pelo Senado Federal na última quinta-feira, 4. Agora, o texto precisa passar pela Câmara dos Deputados.

“Agora na TV Record, anunciei que o governo vai entregar 140 milhões de vacinas para os meses de março, abril e maio. O assunto foi tratado ontem na reunião com o presidente Bolsonaro. Também ficou acertado o auxílio emergencial, que deve ser de R$ 250 até junho”, afirmou Lira.

A PEC Emergencial prevê dispositivos de contenção de gastos públicos, entre outras medias que podem ser tomadas caso a regra do teto de gastos seja descumprida. A regra define que o teto de gastos da União em um determinado ano é equivalente à inflação registrada no ano anterior.

A previsão é que o novo auxílio emergencial comece a ser distribuído em março, em um total de quatro parcelas, pelo menos a princípio. O valor ainda não foi confirmado, mas provavelmente será de R$ 250.

Vale destacar que os aprovados serão filtrados da base de dados de cidadão já cadastrados no ano passado. Por isso, não será necessário realizar um novo cadastro para receber o benefício.

Leia mais: Novos cadastros vão ser aceitos na volta do auxílio emergencial de até R$ 375?





Source link